Obra de drenagem vai acabar com alagamentos em Neópolis


Obra de drenagem vai acabar com alagamentos em Neópolis
Crédito da imagem: Rodrigo Sena

Os alagamentos sazonais do bairro de Neópolis e dos Conjuntos Jiqui e Pirangi, na zona Sula de Natal, têm prazo para acabar: 90 dias. É nesse período que será realizada construção da estação elevatória e a adutora da Lagoa do Jiqui. A ordem de serviço da obra foi assinada na manhã desta quinta-feira (17) pela prefeita do Natal, Micarla de Sousa e pelo secretário Municipal de Obras Públicas (Semopi) e Infraestrutura, Sueldo Medeiros. Para o serviço a Prefeitura do Natal está investindo R$ 1.739.874.75 de recursos próprios.


“Se eu fosse depender dos recursos do Governo Federal essa obra não seria feita nunca. Mas a Prefeitura do Natal está fazendo sua parte investindo em obras com recursos pagos pelos impostos da população. E a partir de hoje os alagamentos do Conjunto Pirangi e Jiqui terão fim. Infelizmente a Prefeitura sozinha não tem condições de realizar todas as obras preventivas de alagamentos nos pontos críticos da cidade que representam um investimento de mais de R$ 150 milhões e, por isso, na próxima semana irei a Brasília ter reunião com o ministro das Cidades para pleitear esses recursos”, declarou a prefeita Micarla de Sousa.


Durante a assinatura da ordem de serviço estiveram presentes lideranças comunitárias da região como os representantes do Conselho Comunitário do Conjunto Jiqui, da Associação de Moradores de Neópolis e do Conselho Comunitário do Conjunto Pirangi. “Há anos esperávamos por essa ação da Prefeitura. Nossa Associação já alagou várias vezes impedindo da gente trabalhar. Esse é um grande benefício que vai acabar com os alagamentos aqui da região de Neópolis”, comemorou a presidente do Conselho Comunitário do Conjunto Pirangi, Ivanice Azevedo.


O serviço consiste na construção de uma nova casa de bombas para instalação de novos equipamentos, que são: três bombas submersas e conjunto de comando e proteção para três motores elétricos. Além disso, a obra contempla a implantação de uma adutora com 1.659 metros de extensão e 400 milímetros de diâmetro.
Segundo o secretário da Semopi, Sueldo Medeiros, a intervenção pretende diminuir a contribuição de águas drenadas para a Lagoa de Pirangi, que recebe atualmente grande volume. As águas são provenientes da Lagoa de São Miguel dos Caribes, que opera por gravidade, e da Lagoa do Jiqui, conhecida como Lagoa do Makro, por meio de bombeamento. A partir da construção da estação elevatória e da adutora da Lagoa do Jiqui a drenagem será feita pelo sistema de bombeamento, diretamente da Lagoa do Makro para a Lagoinha.


“O nosso objetivo é redimensionar o despejo de águas pluviais, conforme a capacidade de acumulação das lagoas de captação envolvidas, principalmente na Lagoa do Pirangi que está operando no limite de sua capacidade”, explicou o titular da Semopi.


As construções da estação elevatória e da adutora da Lagoa do Jiqui estão previstas no Plano Diretor de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais (PDDMA), que norteia as soluções para os problemas de drenagem da cidade. O documento deverá ter caráter de Lei, mas ainda será apreciada da Câmara Municipal.

Anterior:
Próximo:

Logo da Prefeitura de Natal
R. Ulisses Caldas, 81 - Cidade Alta, Natal - RN, 59025-090 - Ouvidoria Geral (84)3232-6389