Fecern premia três artesãs da Semtas


Fecern premia três artesãs da Semtas
Crédito da imagem: Divulgação

A abertura da VIII Feira do Comércio e Empreendimentos da Zona Norte (FECERN), realizada no espaço da área de lazer do Panatis, na última semana, contou com a participação de quatro associações de artesanato assistidas pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTAS) no concurso de vestuário. Foram mais de 20 inscritos apresentando roupas diversas e quatro artesãos premiados, sendo três deles beneficiados através da intermediação e apoio provido pelo Artesanat e pelo Setor de Economia Solidária da Secretaria.

O primeiro lugar do concurso, a artesã Sueli Benigno, foi premiada com a quantia de R$ 1.000 por um vestido inteiramente confeccionado a partir de retalhos. Ela expõe há seis anos na FECERN através do Artesanat e se dedica inteiramente ao ofício há 25. A artesã conta que a conquista do primeiro lugar foi uma agradável surpresa. “Trabalho há tantos anos nesse ramo, confeccionando tapetes e almofadas, que são minha especialidade, mas nunca havia feito um vestido antes”, conta Sueli.

Já a disputa pelo segundo lugar do concurso foi tão acirrada que acabou sendo dividido entre outras duas artesãs, Karina Saraiva e Maria Helena Soares. A arte do tenerife, empregada na confecção de um figurino – composto por bolsa, vestido e chapéu – e um magnífico vestido de noiva, completamente feito em crochê, encantaram os jurados. Karina, que trabalha há cinco anos com a técnica do tenerife, quase fica sem palavras para expressar seu contentamento. “É realmente um sonho realizado. O apoio que recebi do Artesanat me motivou, valorizou meu trabalho e foi o impulso que faltava para que eu criasse uma associação de artesãos”, revela. Em apenas dois dias de trabalho ininterrupto, Karina conseguiu montar o figurino que garantiu o segundo lugar no concurso e um convite para montagem decorativa do espaço vip da Natal Fashion Week, a ser realizada no dia 23 deste mês.

A outra artesã que conquistou o segundo lugar, Maria Helena também não esconde a satisfação em ter o trabalho reconhecido. “O vestido de noiva eu fiz em 12 dias. Há mais de 25 anos que faço peças de crochê, mas dificilmente a gente ganha a exposição que deseja. É importante valorizar o artesanato potiguar e essa feira está sendo uma grande oportunidade”, enfatiza.

Na ocasião, também foram feitas homenagens à Prefeita de Natal, Micarla de Sousa, à Governadora Wilma de Faria, ao SEBRAE, à Câmara Municipal e ao presidente do Artesanat, Neto Leal. O gestor recebeu das mãos da presidente da Associação dos Comerciantes da Zona Norte (Asconorte), Adalgiza Dias, um prêmio de honra ao mérito pelos trabalhos realizados em prol dos artesãos de Natal.

O Projeto de Fomento de Grupos Produtivos tem como finalidade promover a organização e implementação de ações mercadológicas, que incentivem o protagonismo dos grupos produtivos e a abertura e ampliação de novos mercados. Dessa forma, pretende-se estimular o desenvolvimento sustentável e valorizar os empreendimentos inseridos nas iniciativas da Economia Solidária e do Comércio Justo.

Anterior:
Próximo:

Logo da Prefeitura de Natal
R. Ulisses Caldas, 81 - Cidade Alta, Natal - RN, 59025-090 - Ouvidoria Geral (84)3232-6389