Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

09/02/2018 13:40
  • Vigidesastres da SMS alerta população sobre riscos e cuidados durante o período carnavalesco

O Programa de Vigilância em Saúde dos Riscos Associados aos Desastres (Vigidesasters) divulga nesta sexta-feira (9) de Carnaval, sua lista de cuidados relacionados às precauções que deverão ser tomadas durante o feriado prolongado. O programa, que faz parte do Setor de Vigilância em Saúde Ambiental e do Trabalhador (VISAMT) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), é responsável por prevenir e assistir ocorridos e consequências decorrentes de desastres, diminuindo o risco da população exposta.
 

Um dos alertas neste Carnaval é sobre o risco de chuvas no período, devido à atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que afeta principalmente o norte e nordeste do país e cujas chuvas volumosas podem acarretar em alagamentos nas áreas mais propícias ao acúmulo de água.
 

Segundo a responsável técnica do Vigidesasters, Denise Oliveira, feriados prolongados como o Carnaval apresentam mais riscos que o habitual, pois grande parte da população viaja, deixando suas casas fechadas e vazias. Por isso, o Vigidesastres instrui que os moradores que irão viajar tomem algumas precauções como, desligar aparelhos eletrônicos das tomadas, colocar medicamentos e alimentos em prateleiras ou locais mais altos e antes de sair verificar se todas as portas e janelas estão bem fechadas.
 

Em caso de chuvas fortes e alagamentos, o foco é evitar doenças e animais peçonhentos, que podem ser fatais e muitas vezes, procuram abrigo em locais secos. Sendo assim, recomenda-se bater colchões e sacudir lençóis, toalhas e roupas antes de utilizá-los. Para afastar móveis, use cabo de vassoura, ou pedaços compridos de madeira e luvas.
 

Antes de começar a limpeza de prédios, colocar calça comprida, botas e luvas. Caso não tenha, coloque em cada mão e nos pés, dois sacos plásticos amarrados para tentar evitar o contato da pele com a água contaminada. Será necessário retirar a lama e lavar o chão, paredes e objetos. Depois desinfectar usando uma solução de um litro de água sanitária para cada quatro litros de água. Umedecer os panos e limpar cada ambiente.
 

Avistando algum animal peçonhento, não se deve aproximar, mesmo que pareça morto. A orientação é se afastar lentamente e entrar em contato com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) ou com o Corpo de Bombeiros. Nunca ponha a mão em buracos e frestas. Os principais animais peçonhentos do Brasil são serpentes, escorpiões, aranhas, abelhas e lacraias.
 

As principais consequências de riscos à saúde, decorrentes das enchentes são: ferimentos, traumas, transtornos mentais e ocorrência de diversas doenças como, as infecciosas respiratórias, leptospirose, hepatite A, diarreias, dengue, tétano acidental, febre tifoide, cólera e acidentes com animais peçonhentos.
 

A SMS avisa se você ficar doente, procure um serviço de saúde e lembre-se de contar para o médico o seu contato com a água de enchente. Não se automedique.
 

Denise Oliveira informou que o Vigidesastres estará em alerta durante todo o feriado, para responder a chamados e atender a qualquer necessidade com prontidão.


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css