Vigilantes Mirins participam do I ENLAVISA


Vigilantes Mirins participam do I ENLAVISA

Cerca de 200 alunos de escolas da Rede Municipal de Educação participaram, na manhã desta quinta-feira (27), de uma palestra dentro do I Encontro Latino Americano de Vigilância Sanitária (ENLAVISA), promovido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária. Com o tema “Dengue – a melhor prevenção é a informação”, o biólogo da Vigilância Sanitária e professor de Ciências da Rede, Dagoberto Galvão, deu explicações sobre a doença, como transmissão, sintomas e medidas que podem ser tomadas para evitar a proliferação do Aedes aegypti. O encontro foi a retomada do projeto Vigilante Mirim, fruto de uma parceria entre a Saúde e a Secretaria Municipal de Educação.

Ao final, as crianças, com média de idade de 11 anos, assistiram a uma apresentação do Teatro de Bonecos do Centro de Controle de Zoonozes. Na história, uma criança contraía dengue em função do descuido dos pais que acumulavam entulho no quintal de casa.

O objetivo do Vigilante Mirim – desenvolvido em nove escolas municipais e um centro de educação infantil - é conscientizar os corpos docente e discente a respeito do serviço de vigilância e suas implicações na promoção e prevenção à saúde, e fortalecer o elo de ligação entre a comunidade e o Setor de Vigilância Sanitária da SMS.

A área de atuação da Vigilância Sanitária envolve uma série de atividades relacionadas à promoção à saúde e a prevenção de doenças. Dentre essas atividades estão aquelas ligadas ao meio ambiente, alimentos, medicamentos, serviços de saúde do trabalhador. Muitas dessas atividades estão presentes no dia a dia da população, principalmente, aquelas relacionadas ao meio ambiente, aos alimentos e aos medicamentos, podendo, tomar, por qualquer cidadão, certos cuidados que venham a prevenir o surgimento de doenças. Com base nesses fatos, pensou-se na criação do Vigilante Mirim, onde o alunado da rede municipal de ensino fundamental será um colaborador das atividades de Vigilância Sanitária, participando ativamente da prevenção e promoção à saúde da sua comunidade, através da simples observação de regras sanitárias a eles transferidas.

De igual modo, os conhecimentos básicos de Vigilância Sanitária serão repassados para o corpo docente do quadro do Município na tentativa de torná-los parceiros da idéia. Este trabalho está em sintonia com a idéia recém-lançada pela ANVISA – Projeto EDUCANVISA, que envolve a Vigilância Sanitária e a escola, tratando-se, portanto, de uma iniciativa dentro de uma perspectiva maior de envolvimento da população nas questões ligadas ao consumo responsável de medicamentos e de outros produtos.

Os alunos que integram o projeto vão passar por várias capacitações para que se transformem em agentes multiplicadores na escola, em casa e na comunidade na qual estão inseridos. No que se refere aos alimentos, eles deverão ser capazes de verificar o prazo de validade e detectar produtos estragados, mal acondicionados, amassados. Em relação ao meio ambiente, eles serão capazes de realizar denúncias de águas servidas detectadas no bairro e adjacências, orientar a comunidade a respeito do acondicionamento correto do lixo e a sua apresentação à coleta nos dias determinados, detectar problemas de acumulo de lixo em terrenos baldios e denunciar a autoridade competente, orientar quanto à limpeza e conservação de fossas estouradas no seu bairro e criar consciência para o combate à dengue. Em relação aos medicamentos, os Vigilantes Mirim aprenderão a orientar os familiares a procurar postos de saúde ou hospitais em caso de doença evitando a automedicação.

As escolas da Rede Municipal que integram o projeto são: Nossa Senhora da Apresentação, Santos Reis, Antônio Severiano, Vera Lúcia, Luiz Maranhão, Celestino Pimentel, Mário Lira, Josefa Botelho, Ivonete Maciel e CMEI Jesiel Figueiredo.


--

Anterior:
Próximo:

Logo da Prefeitura de Natal
R. Ulisses Caldas, 81 - Cidade Alta, Natal - RN, 59025-090 - Ouvidoria Geral (84)3232-6389