{literal}
Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

06/03/2020 14:39
  • Prefeitura divulga pesquisa sobre casos de assédio nas feiras livres
Alex Régis

A Prefeitura de Natal divulgou nesta sexta-feira (06) os dados de uma pesquisa que teve como objetivo identificar o perfil das feirantes e frequentadoras das feiras livres, bem como mediu o índice das que já presenciaram e/ou sofreram assédio sexual nesses espaços em nossas cidades. Os números foram apresentados pelo prefeito de Natal, Álvaro Dias, e pela secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Andréa Ramalho, em solenidade realizada no Palácio Felipe Camarão.

 

Os pesquisadores entrevistaram 1.146 mulheres nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro nas feiras de Lagoa Seca; Cidade da Esperança; Alecrim e Parque dos Coqueiros. De acordo com o estudo, mais de um terço das entrevistadas (37,09%) afirmaram já ter presenciado algum tipo de assédio sexual em feiras livres na cidade do Natal, com 62,56% que não presenciaram e 0,35% que não souberam ou não quiseram responder. 


No levantamento, as entrevistadas que presenciaram casos de assédio registraram “cantadas inconvenientes” com 68,94%, seguido de perto por “olhares inconvenientes” com 66,82%, “encoxadas propositais” com 23,53%, “toque em alguma parte do corpo” com 23,29%, “sussurros indecorosos (indecentes)” com 18,12% e “gestos obscenos (tocar genitália/ masturbação)” com 12,94%. Um ponto alarmante verificado no estudo está relacionado à denúncia dos casos de assédio. 96,81% das que confirmaram a situação, afirmaram que não denunciaram e apenas 03,19% chegaram a denunciar.
 Álvaro Dias destacou a importância da iniciativa e reforçou o compromisso da gestão municipal em promover políticas públicas voltadas ao combate e prevenção da violência contra as mulheres: “Reforçamos o serviço do Centro de Referência da mulher Elizabeth Nasser (CREN). Lançamos e estamos capacitando o nosso efetivo da Guarda Municipal para implementar a Patrulha Maria da Penha; dispomos da Casa Abrigo Clara Camarão, que oferece apoio às mulheres vítimas de violência. São ações concretas que estão contribuindo para o combate a esse mal que infelizmente ainda existe na nossa sociedade”, disse o prefeito.

 


O chefe do executivo municipal parabenizou a equipe da Semul pelo trabalho realizado e disse que os dados levantados pela pesquisa vão contribuir muito para ampliar a eficiência do trabalho realizado pela Prefeitura em defesa da mulher. “A pesquisa apontou números importantes e também preocupantes, já que identificou ainda muitos casos de assédio e importunação em nossas feiras livres. Vamos intensificar o nosso trabalho para defender e proteger as mulheres de Natal”, finalizou Álvaro Dias.
A titular da Semul, Andréa Ramalho, também comentou sobre a pesquisa e disse que a secretaria vai reforçar as campanhas de combate ao assédio em diversos espaços públicos de Natal: “Vamos atuar na conscientização da sociedade. Precisamos informar a todos, sobretudo, às mulheres sobre o que é assédio e importunação sexual, bem como sobre a importância de se denunciar. Não podemos nos calar. É fundamental a união de esforços para combatermos os crescentes casos de assédio contra as mulheres. É dever de todos nós”, apontou.

 

Participaram da solenidade a vereadora Carla Dickson, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres, Hildete Mendes e o juiz de direito Dayves Marques de Oliveira, coordenador da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

 

Confira AQUI a pesquisa completa.




Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  

SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css