Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

15/04/2019 06:00
  • Professores destacam evoluções nas salas de aula com formações continuadas

“Pouco conhecimento faz com que as pessoas se sintam orgulhosas. Muito conhecimento, com que sintam humildes”. Como Leonardo da Vinci falou, buscar novos conhecimentos sempre é bom. Partindo desse pressuposto, deu-se início às formações continuadas nas áreas de Geografia e História de 2019 nesta sexta-feira (12), no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (CEMURE). O primeiro encontro teve participação massiva dos professores da rede municipal. E, a partir de agora, terão encontros mensais.

 

As formações, que acontecem conjuntamente com as duas disciplinas, são realizadas há 15 anos, e são realizadas pela Secretaria Municipal de Educação (SME), através do Departamento de Ensino Fundamental (DEF), do Setor de Ações e Projetos do Ensino Fundamental (SAPEF). A assessora pedagógica Mariana de Vasconcelos Pinheiro Beserra destaca: “O nosso principal objetivo não é ensinar o professor a prática pedagógica, mas trazer para eles essa troca de experiência em sala de aula. Então, essas experiências exitosas podem trocar, expor e refletir a sua própria prática pedagógica a partir dessas experiências. Então, trazemos um tema específico e debatemos juntamente com eles”.

 

O professor palestrante, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), João Correia Saraiva Júnior, abordou o seguinte tema na palestra: “Diálogos sobre o ensino de Geografia e História: limites e possibilidades”. Segundo ele, “o mais importante, é ter essa troca de experiência. O IFRN, por ser uma casa de formação, essa troca entre o IFRN e os professores da rede municipal, é fundamental, porque se não essas instituições acabam se tornando ilhas e o interessante é ter diálogo constante. E a função do IF maior em estar formando professores é exatamente para dar assistência aos professores da rede municipal também, que é o campo central. Então, a troca de experiência é a chave central de comunicação aqui, onde debatemos e ouvimos o que se está sendo trabalhado nas escolas”.

 

O professor de História, Fracil Israel Dias, que atua há 13 anos em sala de aula, e está atualmente em duas escolas da rede, são elas E.M. Professora Maria Alexandria Sampaio e a Escola M. Professora Francisca Ferreira da Silva, vem desenvolvendo em suas atividades em sala de aula a construção de mini papiros artesanais, e explicou um pouco como a formação aliada com a prática o auxilia em sala. “Para mim, as formações constituem um momento de diálogo, interação de trocas de experiências, exposições de metodologias e o campo prático da ação pedagógica docente. E, em relação à construção dos mini-papiros, o principal objetivo é a compreensão do conteúdo, de forma prática, lúdica e didática pedagógica. Tivemos outros momentos de construções de materiais e de artefatos para compreender mais o conteúdo, deixando a aula mais rica, e prazerosa para todos”, frisou.

 

O professor de Geografia, João Pedro da Silva Neto, que trabalha na E.M. Monsenhor José Alves Landim, disse: “a importância é a gente se reunir com os professores e traçar, junto da SME, estratégia para desenvolver em sala de aula. Unindo a teoria à prática, trocando experiências, que venham agregar ainda mais as nossas aulas”.

 

 

Fique ligado:

 

As formações irão acontecer uma vez por mês, sempre às sextas-feiras, e as próximas serão nos dias 17 de maio, 14 de junho, 19 de julho, 16 e 30 de agosto, 20 de setembro, 18 de outubro aula de campo, 08 e 29 de novembro, terminando com um grande encontro.

 


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css