Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

29/10/2018 15:00
  • Recapeamento da Hermes da Fonseca e Salgado Filho terá nova licitação

Com metade dos serviços já executados, a conclusão das obras de recapeamento das Avenidas Hermes da Fonseca e Salgado Filho será definida em nova licitação a ser realizada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov). Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (29), o secretário Tomaz Neto explicou que a pasta rescindiu o contrato então vigente com a Potiguar Construtora, responsável pela obra, por discordância com a proposta de realinhamento de preços apresentada pela empresa.

 

 

Com a rescisão, a Semov convocou as outras duas construtoras que participaram da licitação classificadas em segundo e terceiro lugares no processo, mas ambas não aceitaram assumir os trabalhos. Agora, a saída é iniciar um novo processo licitatório, que dura em média 45 dias, para escolher a nova empresa para concluir o recapeamento.

 

 

Tomaz Neto disse que a gestão municipal adotou as medidas possíveis para que a obra fosse concluída dentro da licitação já realizada, porém esbarrou na falta de interesse da empresa vencedora da obra. “Começamos os serviços em junho. Foi feito todo o trecho entre a Praça das Flores, em Petrópolis, até a Igreja Universal, em Lagoa Nova, no sentido Centro-Zona Sul. Essa medição custou algo em torno de R$ 1,181 milhão, sendo R$ 816 mil com recursos federais e R$ 360 mil com recursos próprios do Município. A nossa parte foi paga, mas o dinheiro do Ministério das Cidades só foi repassado em setembro. Nesse período, houve três reajustes no preço do asfalto e a empresa fez o pedido de realinhamento. Nós negamos e eles paralisaram a obra de forma irregular. Apresentamos notificações em 24 de setembro e 17 de outubro para eles retomarem a obra. Como não voltaram para o serviço, seguimos com o que a lei diz”, relatou o secretário.

 

 

Enquanto a segunda metade do recapeamento não é concluída, a Semov acordou com a Potiguar Construtora para que fosse feito um serviço de tapa-buracos ao longo do trecho restante. Assim, é possível reduzir os transtornos aos motoristas até que a obra seja retomada.

 

 

Inicialmente, os serviços de recapeamento das avenidas Hermes da Fonseca e Salgado Filho foram orçados R$ 3,016 milhões, mas com a interrupção da obra, a expectativa é de um acréscimo de pelo menos 17%. “Infelizmente tivemos esses contratempos, alheios à nossa vontade. Estamos finalizando a planilha de custos e estimamos que o novo valor salte para R$ 3,5 milhões”, prevê o secretário.

 

 


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css