Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

03/04/2018 13:06
  • Encerramento da campanha contra assédio sexual nos transportes públicos será nesta quarta-feira

Devido às chuvas caídas em Natal na última quarta-feira (28), as ações de encerramento das intervenções de rua da campanha “Não dê passagem ao assédio sexual. Mulher, não se cale” – iniciadas no mês de março –, foram adiadas para esta quarta-feira (04). O trabalho será realizado a partir das 16h na zona oeste da capital, na rodoviária da Cidade da Esperança, em pontos de ônibus na Avenida Felizardo Moura, na Praça Gentil Ferreira e na Avenida Presidente Bandeira no Alecrim. A ideia, no entanto, é que a campanha pioneira em Natal, realizada em março em referência ao Dia Internacional da Mulher -, tenha continuidade ao longo do ano, conforme vem sendo planejado pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (Semul).
 

Durante a ação, as equipes abordarão passageiros e passageiras para entregar material educativo a respeito do tema e as mulheres, especialmente, serão alertadas sobre a necessidade de denunciar o crime de assédio. A equipe de teatro da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) também estará presente, apresentando performance montada especialmente para chamar a atenção da população para refletir sobre as implicações do assédio sexual nos transportes públicos de forma lúdica. A atividade já esteve presente nas regiões sul, norte e leste da capital.
 

O trabalho é coordenado pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Semul) em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla), Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom), Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) e o Gabinete do Prefeito (GAPRE). A iniciativa conta ainda com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM).
 

“A receptividade da população tem sido bastante positiva e, neste contato, percebemos a necessidade de continuarmos potencializando, por meio das políticas públicas municipais, ações que alertem a sociedade contra o assédio sexual nos transportes públicos, pois é um problema diário enfrentado de forma silenciosa pelas mulheres. Essa situação precisa mudar, esse crime deve ser denunciado, o agressor não pode mais ficar impune”, alerta Andréa Ramalho Alves, secretária municipal de políticas públicas para as mulheres.
 

Para a secretária, a mudança de cultura passa por ações educativas como esta campanha, que traz para a discussão uma forma de violência contra a mulher que a constrange e a coloca em um lugar de humilhação, pois, muitas vezes, é “obrigada” a conviver com o agressor diariamente, já que utiliza o transporte nos mesmos horários, todos os dias.
 

Além das ações de abordagem as usuárias e os usuários nos pontos de ônibus, a campanha “Não dê passagem ao assédio sexual. Mulher não se cale” também conta com cartazes no interior dos ônibus e anúncios de busdoor e frases de efeito nos luminosos da STTU, chamando atenção para o enfrentamento ao assédio sexual nos transportes públicos. A campanha também está presente nas redes sociais com a hashtag #Natalcontraoassedio.

 

Suporte para o enfrentamento à violência contra a mulher
 

 

As mulheres que precisarem de suporte para o enfrentamento à violência podem contar com o serviço prestado pelo Centro de Referência da Mulher Elizabeth Nasser, que dispõe de atendimento psicossocial. As que estão sob ameaça de morte em decorrência da violência doméstica e familiar podem contar com os serviços da Casa Abrigo Clara Camarão, juntamente com seus dependentes. Elas permanecem abrigadas em caráter sigiloso até que as medidas protetivas sejam deferidas e possam retomar suas rotinas com segurança.
 

Centro de Referência da Mulher Elizabeth Nasser

Av. Bernardo Vieira, 2280 (próximo à sede da Semtas)

Telefones: 3232.4875, 3661.8332 e 0800.281.8000


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css