Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

21/12/2017 17:20
  • Grupo As Margaridas encerra atividades do ano

Elas vão chegando aos poucos e, como amigas íntimas se cumprimentam, se abraçam e trocam beijos. Se encontraram quinzenalmente ao longo de todo o ano e, na tarde desta quinta-feira (21) se reúnem pela última vez em 2017. São integrantes do grupo As Margaridas, usuárias do Centro de Referência Elizabeth Nasser (CREN) - equipamento da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Semul) - que atende mulheres em situação de violência.

 

Cada uma das participantes carrega uma história diferente, mas com várias características em comum: sofreram ou sofrem agressões de seus companheiros e ex-companheiros e buscam nos encontros das Margaridas, estímulos para se fortalecerem e seguirem em frente. A costureira S.A.S., de 42 anos, participa do grupo desde o início, há três anos. Vítima de violência doméstica, procurou ajuda do CREN em 2010, quando foi acolhida na Casa Abrigo Clara Camarão, equipamento da Semul que abriga mulheres com risco de morte em função da violência doméstica.

 

No ano passado, S.A.S voltou a procurar o serviço para ajudar às duas filhas, uma com 15, outra com 24 anos, ambas também vítimas de agressões por parte dos companheiros. “Para mim foi muito difícil enfrentar tudo o que vivi devido à violência que sofria e, ao ver as minhas filhas passando pela mesma coisa é muito complicado. Acredito que elas passam por isso hoje devido ao que presenciaram em casa quando crianças”, reflete.

 

A culpa que carregava, no entanto, S.A.S. entende que não era dela, graças às reflexões que acompanha nos encontros das Margaridas. “Antes eu não me enxergava, não me conhecia. Hoje tenho um entendimento melhor, me sinto mais forte para seguir adiante. Esses encontros me ajudam muito a resolver as situações em casa, me ajudam a agir, não só na minha vida, como também para ajudar às minhas filhas”, pondera.

 

A dona de casa S.P.L, 46 anos, começou a frequentar o grupo este ano e faz tudo participar dos encontros. A batalha dela é para conseguir sair de um relacionamento de violência agravado em função do consumo de drogas por parte do companheiro. Ela procurou o serviço em busca de ajuda e hoje se diz mais forte para seguir com a decisão. “Aqui encontro acolhimento e, graças às experiências que ouço aqui, adquiro sabedoria para saber como agir. Aqui ninguém me julga por eu ainda estar no relacionamento. Todas me ajudam a entender o que passo para poder encontrar uma saída”, explica.

 

A secretária adjunta da Semul, Jandira Borges, acompanhou o último encontro das Margaridas, marcado por dinâmicas de fechamento do ciclo e confraternização. Ela anunciou que na retomada das atividades no próximo ano, marcada para o dia 10 de janeiro, acontecerá uma oficina de capacitação vocacional, onde as mulheres que desejarem, poderão identificar a área de trabalho com a qual mais se identificam, para se capacitarem. E também que está confirmada para 2018 a realização da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no CREN.

 

“Queremos ampliar as atividades do CREN para todas as mulheres que desejarem participar dos serviços que prestamos, além das nossas usuárias. O grupo As Margaridas tem um papel muito importante no fortalecimento emocional das mulheres e será muito gratificante ver que aqui elas também poderão contar com um suporte econômico. Uma vez qualificadas profissionalmente, poderão se fortalecer também financeiramente, pois muitas delas permanecem no ciclo de violência devido à dependência econômica”, pondera Jandira Borges.


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css