Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

10/11/2017 11:00
  • Em menos de 10 dias Semurb volta a resgatar animais silvestre na zona Norte da Capital
Sambio/Semurb

Após nova denúncia anônima, a secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), promoveu, na quinta-feira (9), mais uma apreensão envolvendo animais silvestres na zona Norte da Capital. Entre os animais encontrados estavam 23 pássaros silvestres, mais de 50 animais de grande porte e 40 galináceos. A apreensão aconteceu no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, e contou com o apoio do Grupamento Ambiental da Guarda Municipal (GAAM/GMN). O responsável pela posse ilegal dos animais vai responder por crime ambiental e terá de pagar multa no valor de 43 mil reais.

De acordo com o supervisor de Fiscalização de Ambientes Naturais e Biodiversidade (Sanbio) da Semurb, Gustavo Szilagyi, a ação só foi possível, mais uma vez, graças à participação da comunidade que denunciou o caso à Ouvidoria da Semurb. Ele contou que os animais estavam sob a posse ilegal de um homem que os mantinha em cativeiro num terreno por trás de uma escola municipal do bairro. “Um dos fatores que podem ter motivado a denúncia foi o fato do lugar possuir um odor forte, característico de locais que criam animais de grande porte, isso trazia inúmeros transtornos à vizinhança” afirma Szilagyi.

Entre os 23 pássaros silvestre resgatados, sete estão em risco de extinção, duas Emas, um Periquito da Caatinga e quatro Tuins, devido a isso, a multa por cada ave é de 5 mil reais. As aves foram levadas ao aquário Natal para avaliação.

Também estavam no local mais de 50 bovinos, 8 cavalos e 40 galináceos, incluindo galos usados para rinha. Foi realizada a inspeção geral do imóvel, tanto na parte ambiental como na sanitária, nessa última sob a responsabilidade do médico-veterinário Willian Bonfim. Segundo Bonfim, os animais apresentavam inúmeras feridas pelo corpo, além de estarem subnutridos, e, alojados em local insalubre.

A ação coordenada pela Semurb recebe amparo tanto pela lei federal 9.605/99, que trata de animais silvestres, e, a aplicação da multa, por infração ambiental, pelo Decreto Federal 6.514. A criação de animais ungulados, com cascos, em área urbana é expressamente proibida, e, encontra amparo no código sanitário da cidade, Lei nº 5.132/99.

“A participação da comunidade denunciando casos como esse é de extrema importância para que o trabalho possa ser mais efetivo”, finaliza Szilagyi. As denúncias podem ser anônimas e feitas por telefone pelo número 3616-9829 ou ainda presencialmente na Ouvidoria da Semurb.
 


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css