Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

30/10/2017 10:33
  • Cemitérios da cidade passaram por manutenção para o Dia de Finados
Divulgação

Nesta quinta-feira (2), é celebrado o Dia de Finados. Em Natal, os cemitérios públicos da cidade já estão preparados para receber amigos e familiares que desejam homenagear seus entes queridos.

Durante um período de 30 dias, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) realizou ações de manutenção nos oito cemitérios da capital. A ação contou com a participação de 50 agentes que atuaram na limpeza das áreas internas e externas dos cemitérios do Bom Pastor I, Bom Pastor II, Ponta Negra, Igapó, Pajuçara, Redinha, Nova Descoberta e Alecrim. A equipe da Semsur também realizou reparos na parte elétrica dos equipamentos, instalando e substituindo lâmpadas dos postes e refletores.

O trabalho realizado pela secretaria faz parte de um cronograma, que prevê a limpeza dos cemitérios a cada três meses.

“A Semsur está há mais de um mês realizando a limpeza e a recuperação da iluminação dos cemitérios para que tudo esteja pronto no Dia de Finados. Por mais que seja um ente que já se foi, a gente tem que dar um mínimo de conforto para esse reencontro”, destacou o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Irapoã Nóbrega.

Ainda de acordo com o secretário adjunto, durante as celebrações do Dia de Finados, nesta quinta-feira (2), a Semsur irá disponibilizar quatro palcos para celebrações alusivas à data, além de tendas para a realização das missas nos cemitérios.

Ambulantes
A Prefeitura do Natal, por meio da Semsur, terminou na última sexta-feira (27), o cadastro dos comerciantes informais que irão atuar nos cemitérios durante o Dia de Finados.

Ao todo, 84 ambulantes foram autorizados a comerciarem produtos nesta quinta-feira (2), em sete cemitérios da cidade. São eles: Bom Pastor I (23 ambulantes); Alecrim (20 ambulantes); Nova Descoberta (17 ambulantes); Bom Pastor II (10 ambulantes); Ponta Negra (cinco ambulantes); Igapó (cinco ambulantes); e Pajuçara (quatro ambulantes).

Cada comerciante licenciado irá ocupar uma área de dois metros quadrados.

Números
Natal possui atualmente oito cemitérios públicos cujos nomes remetem-se aos bairros onde cada equipamento está instalado: Alecrim (10.900 túmulos), Nova Descoberta (10.400), Bom Pastor I (11.000), Bom Pastor II (12.200), Ponta Negra (2.000), Igapó (1.300), Redinha (600), e Pajuçara (400).

Túmulos aforados no município: 17.810 aforamentos (a partir de 1983 até outubro de 2017).

Em setembro de 2017 foram realizados o total de 197 sepultamentos nos oito cemitérios de Natal. Destes, 178 sepultamentos aconteceram nos quatro cemitérios maiores (Alecrim, Nova Descoberta, Bom Pastor I e II) e 19 nos quatro menores (Ponta Negra, Igapó, Redinha e Pajuçara), perfazendo, respectivamente, uma média de 44 e cinco sepultamentos por semana.


Cemitério do Alecrim remonta história da cidade do Natal

O dia 2 de novembro remete àqueles que já se foram, mas também à memória e à história de Natal. O mais antigo cemitério em funcionamento da cidade, o do Alecrim, possui em suas alas grandes personalidades do Rio Grande do Norte enterradas. Luís da Câmara Cascudo, os poetas Henrique Castriciano e Auta de Souza, além do primeiro governador do Estado, Pedro Velho de Albuquerque Maranhão, são alguns dos nomes famosos sepultados no local.

O Cemitério do Alecrim foi construído em 1856, pelo presidente da Província, Antônio Bernardo de Passos. Entre as histórias que explicam a construção do equipamento, duas se destacam. A primeira é referente a um surto de cólera e a necessidade de um local para enterrar aqueles que não resistiram à doença. A segunda seria por ‘segurança’. Os boatos da época diziam que o cemitério das Rocas, o primeiro de Natal, estava assombrado. Por este motivo, era necessário que os túmulos ficassem o mais afastado possível da cidade.

Ao longo de seus 161 anos, o Cemitério do Alecrim guardou histórias de personalidades e anônimos. Seus 10.900 túmulos são diferenciados por suas singularidades arquitetônicas e a história por trás de cada indivíduo enterrado. Em uma de suas 18 quadras, há uma área dedicada aos judeus que moravam na cidade no início do século 20. Três ex-combatentes da 2ª Guerra Mundial - um austríaco, um inglês e um australiano - também estão enterrados lá. Por sua importância, no ano de 2011, o Cemitério do Alecrim foi tombado como Patrimônio Histórico e Cultural de Natal.

Atualmente o Cemitério do Alecrim é administrado por Francisco Umbelino de Moura Filho. Com 35 anos de atuação no setor de cemitério, Umbelino de Moura tem aproximadamente 14 anos de serviço só no Alecrim. Ele passou ainda por outros seis cemitérios da cidade: Bom Pastor I, Bom Pastor II, Parque dos Coqueiros, Pajuçara, Redinha, Nova Descoberta e Alecrim. “Não tem canto mais tranquilo. Nunca vi nada, nunca aconteceu nada. A única coisa inusitada que teve em todos esses anos, foi quando um taxista confundiu um coveiro que morava aqui com uma alma penada”, relata.

Manutenção
Durante um período de 30 dias, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) realizou ações de manutenção nos oito cemitérios da capital. A ação contou com a participação de 50 agentes que atuaram na limpeza das áreas internas e externas dos cemitérios do Bom Pastor I, Bom Pastor II, Parque dos Coqueiros, Igapó, Pajuçara, Redinha, Nova Descoberta e Alecrim. A equipe da Semsur também realizou reparos na parte elétrica dos equipamentos, instalando e substituindo lâmpadas dos postes e refletores.

O trabalho realizado pela secretaria faz parte de um cronograma, o qual prevê a limpeza dos cemitérios a cada três meses.

“A Semsur está há mais de um mês realizando a limpeza e a recuperação da iluminação dos cemitérios para que tudo esteja pronto no Dia de Finados. Por mais que seja um ente que já se foi, a gente tem que dar um mínimo de conforto para esse reencontro”, destacou o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Irapoã Nóbrega.

Ainda de acordo com o secretário adjunto, durante as celebrações do Dia de Finados, nesta quinta-feira (2), a Semsur irá disponibilizar quatro palcos para celebrações alusivas à data, além de tendas para a realização das missas nos cemitérios.

Ambulantes
A Prefeitura do Natal, por meio da Semsur, terminou na última sexta-feira (27), o cadastro dos comerciantes informais que irão atuar nos cemitérios durante o Dia de Finados.

Ao todo, 84 ambulantes foram autorizados a comerciarem produtos nesta quinta-feira (2), em sete cemitérios da cidade. São eles: Bom Pastor I (23 ambulantes); Alecrim (20 ambulantes); Nova Descoberta (17 ambulantes); Bom Pastor II (10 ambulantes); Ponta Negra (cinco ambulantes); Igapó (cinco ambulantes); e Pajuçara (quatro ambulantes).

Cada comerciante licenciado irá ocupar uma área de dois metros quadrados.

Números
Natal possui atualmente oito cemitérios públicos cujos nomes remetem-se aos bairros onde cada equipamento está instalado: Alecrim (10.900 túmulos), Nova Descoberta (10.400), Bom Pastor I (11.000), Bom Pastor II (12.200), Ponta Negra (2.000), Igapó (1.300), Redinha (600), e Pajuçara (400).

Túmulos aforados no município: 17.810 aforamentos (a partir de 1983 até outubro de 2017).

Em setembro de 2017 foram realizados o total de 197 sepultamentos nos oito cemitérios de Natal. Destes, 178 sepultamentos aconteceram nos quatro cemitérios maiores (Alecrim, Nova Descoberta, Bom Pastor I e II) e 19 nos quatro menores (Ponta Negra, Igapó, Redinha e Pajuçara), perfazendo, respectivamente, uma média de 44 e cinco sepultamentos por semana.

 


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css