Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

08/08/2017 15:01
  • Encontro de dança no Teatro Riachuelo é atração desta quarta-feira com apoio da lei Djalma Maranhão

A grande pedida cultural em Natal para esta quarta-feira (9) é o 10º aniversário do projeto Encontro de Dança, que conta com recursos da Prefeitura do Natal, com Lei aDjalma Maranhão de Incentivo à Cultura. A apresentação do espetáculo Lub Dub (Balé Teatro Castro Alves-BA) começa às 20h e tem entrada franca.

Com criação do dançarino, coreógrafo e compositor sul-coreano Jae Duk Kim, a coreografia é uma intensa alternância de movimentos de tração e estremecimento, dinamismo e relaxamento, ritual e contemporâneo.

Dez dançarinos em cena têm a percussão como motivação sonora e física. A estrutura coreográfica se desenvolve pelas características peculiares do coreógrafo: ele oscila do silêncio absoluto à vertigem, em questão de instantes, sempre em estreita relação com a trilha sonora.

O próprio Jae Duk Kim assina a trilha, que tem como base instrumentos percussivos das culturas oriental e ocidental, efeitos incidentais, canto e sons ao vivo.
O curioso nome do espetáculo é uma referência ao som das batidas do coração.

Para a medicina, os dois primeiros (ou principais) sons cardíacos são denominados ‘lub’ e ‘dub’, que representam a bolha produzida pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue. Assim, o título é uma metáfora dos sons e batidas da vida, da própria humanidade e sua energia vital, que motiva e sustenta o movimento do corpo: o corpo que pulsa, medita, protesta e luta.


O 10º aniversário do projeto Encontro de Dança também tem apresentações em Parnamirim. Confira programação em www.encontrodendanca.com

20H | TEATRO RIACHUELO
ABERTURA OFICIAL

LUB DUB - BALÉ TEATRO CASTRO ALVES (BA)
Coreografia: Jae Duk Kim

Sinopse:
Para a medicina, LUB e DUB é a denominação dada aos sons do coração produzidos pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue. LUB e DUB tornam-se assim metáforas do som da vida.
A coreografia tem a percussão como motivação sonora. Utiliza características peculiares do coreógrafo Jae Duk Kim: a estrutura coreográfica cíclica e a fluidez de inúmeros ciclos, que se desenvolvem simultaneamente e alternam movimentos de tração, estremecimento e reverberação, intercalados a desenvolvimentos dinâmicos e estados de relaxamento.
20H | TEATRO DE PARNAMIRIM
PLATAFORMA DE DANÇA RN
PERSONA - DOMÍNIO CIA DE DANÇA (Natal)
Coreografia: Franklin Gadelha e Monir Herts
Sinopse:
Os relacionamentos podem dissimular virtudes, esconder sentimentos, intenções e opiniões. Cada vez mais o verdadeiro rosto se esconde por trás da sua máscara. Outras vezes, é apenas uma armadura que encobre os medos e as fraquezas de uma alma confusa e solitária. O louco consumo humano, nada mais é que uma máscara, achando ter então comprado a felicidade. Quantas barricadas o pensamento do homem ergue contra si próprio, com medo de ser rotulado, excluído ou não amado? Há algum ser humano que não tenha, por um momento, necessitado colocar uma máscara?

Classificação Indicativa: 14 anos
19H | AUDITÓRIO DO IFRN CIDADE ALTA
SEMINÁRIO PENSANDO A DANÇA
DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS
Sinopse:
Essa atividade tem como objetivo reunir profissionais da dança para compartilhar dos desafios e resoluções para as questões da produção e difusão de nossa arte no contexto atual.

Convidados:
Fabiano Carneiro (Funarte), Balé Teatro Castro Alves (Bahia), Camaleão Grupo de Dança (BH) e Diana Fontes (RN).


20H | TEATRO DE PARNAMIRIM
PLATAFORMA DE DANÇA RN

AVISO PRÉVIO - NATHÁLIA NEGREIROS (Mossoró)
Coreografia: Nathália Negreiros

Sinopse:
Nas relações, quando uma das partes deseja rescindir. Sem justa causa, por prazo indeterminado.
Classificação Indicativa: Livre
20H30 | TEATRO DE PARNAMIRIM
PLATAFORMA DE DANÇA RN
POT POURRI - DIOCECENA (Mossoró)

Sinopses:

SEU DESPREZO... MINHA LOUCURA - “Dizer adeus a quem amamos é uma tarefa difícil e sofrida”. É a sublimação do sofrimento vivido pelas pessoas solitárias, que se sentem dilaceradas pela rejeição, pelo esquecimento e o abandono. Com movimentos singulares e expressão artística fundamental é possível destacar a essência da vida em outro ser, retratada pela figura feminina quando se vê desprezada pelo grande amor, e jamais aceitar o fim de um relacionamento amoroso, evidenciando SEU DESPREZO... MINHA LOUCURA. Direção artística e coreógrafa: Roberta Schumara. Bailarina: Renata Soraya; música: Atrás da porta; compositor: Chico Buarque; Iluminação: Alex Peteka.

O GRITO DO SILÊNCIO – Gritar...Calar... Silenciar... O golpe de 64 ainda continua presente em nossa memória. Uma das piores consequências da ditadura foi a perda da liberdade. O GRITO DO SILENCIO retrata as torturas que eram submetidas todas as pessoas que lutavam contra o regime militar no Brasil. Direção artística e coreógrafa: Roberta Schumara. Bailarinos: Flaviano Felix e Renata Soraya; música: Cale-se; compositor: Chico Buarque e Gilberto Gil; Versão: Romero de Oliveira; Iluminação: Alex Peteka.

ABSTRATO – Imaginação... Uma pintura abstrata cujos corpos dançantes criam figuras inimagináveis remetendo à contemporaneidade. ABSTRATO! Uma cor entre todas as cores, como manifestação cultural, numa mistura de tintas e tons que dão significado a um produto concreto, revelando os vários sentimentos escondidos dentro do nosso ser. Direção artística e coreógrafa: Roberta Schumara. Bailarinos: Matheus Costa e Luiza Gurgel; música: Sonata ao luar; compositor: Bhethoven; Versão: Heavy Metal Moonlight Sonata; Iluminação: Alex Peteka.

SECA DÁGUA –“Quando a chuva chega no sertão, o coração do povo sertanejo se transforma...” SECA D´ÁGUA é o relato significativo de um povo lutador que clama por dias melhores e busca no mais íntimo superar as dificuldades de uma vida sofrida e cheia de esperança. Nos movimentos envolventes e nos detalhes aprimorados, o ápice da necessidade de amenizar o sofrimento causado pela falta do bem mais precioso, o liquido vivificador: a água. Direção artística e coreógrafa: Roberta Schumara. Bailarinos: Ana Caroline, Ana Clara, Alex Santos, Bruno Alisson, Bruna Luana, Felipe Luiz, Flaviano Felix, Renata Soraya, Paula Beatriz, Matheus Costa, Luiza Gurgel, Sara Maria, Renata Mariana, Larissa Daniele, Letícia Néo, Nathalia Augusta, Lucas Vitor ; música: lamento sertanejo; compositor: Gilberto Gil; Versão: Capelo Gaivota; Iluminação: Alex Peteka

Classificação Indicativa: Livre


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css