Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

18/05/2017 16:10
  • Assessores Pedagógicos participam da 15ª Semana Nacional dos Museus
Adrovando Claro

Assessores pedagógicos do Departamento de Ensino Fundamental (DEF) da Secretaria Municipal de Educação de Natal, participaram na manhã desta quinta-feira (18), da vivência “A cidade e seus sentidos: cartografia da violência nas escolas em Natal”, ministrada pelo pesquisador e idealizador do Projeto de Fora Adentro e Instituto Casa d’água, Maurício Panella. A atividade realizada no Museu Câmara Cascudo da UFRN faz parte da programação da 15ª Semana Nacional dos Museus.

O pesquisador Maurício Panella explica que desenvolveu com os assessores pedagógicos da SME, uma vivência para que eles pensem na violência da cidade através da dança e da arte. “São práticas para que eles se conectem com os estados de violência tanto subjetiva, como coletivos, que todos nós vivemos na cidade”, contou. A experiência foi realizada em parceria com o dançarino Jefferson Arruda, terapeuta corporal que utilizou o método “FaçaSuaDorDançar”, por meio da dança terapêutica.

“Desde que lançamos o projeto em 2010 com o mapa gigante de Natal, nós desenvolvemos uma série de cartografias sobre vários aspectos da cidade e trabalhamos as cartografias sobre as questões ambientais, mobilidade urbana, planejamento urbano, memórias afetivas das pessoas da cidade e agora uma cartografia sobre a violência”, destacou Panella.

De acordo com Panella, a parceria com o dançarino Jefferson Arruda tem a pretensão de fazer com que as pessoas se conectem com esses sentimentos que nem sempre são positivos e reconhecidos, e utilizando a ferramenta do mapa. “Queremos que as pessoas se apropriem das suas próprias histórias e cidade. Como este ano estamos vivenciando situações muito duras de violências, decidimos utilizar a arte como um modo de liberação e reconhecimento das violências”, afirmou o pesquisador.

Para a assessora pedagógica do DEF/SME, Adeilza Gomes da Silva Bezerra, foi uma vivência muito profunda a partir da dança terapia. “Ela desperta em nós um contato com o nosso eu interior, possibilitando perceber-se melhor enquanto ser humano, algo que é fundamental para a formação da pessoa. Também é o poder da arte, de nos sensibilizar, de afetar, de nos tornar mais humanos, e a partir de uma temática como a violência, nós realmente acreditamos que é possível pela arte pôr o amor na vida”, afirmou a professora Adeilza Gomes.

“É uma vivência que permite que as pessoas entrem em contato com o seu universo interior. É uma experiência que as pessoas possam acessar memórias perdidas, sensações e parte da história esquecida ou oprimida”, disse a assessora pedagógica do Setor de Educação em Tempo Integral, Giovanna Araújo da Silva.

Ainda segundo Giovanna Araújo, é uma ação que é extremamente necessária para qualquer ser humano diante de um universo tão opressor e materialista que vivemos “É uma prática necessária especialmente para o professor que lida diariamente com os alunos e que lidam com diversos tipos de violência. É extremamente necessário para que possamos pensar nesta violência que sempre começa dentro da gente, com alguma memória, história, lembrança que reverbera no mundo de alguma forma”, concluiu.

15ª Semana de Museus

A Semana de Museus é um evento anual promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM, em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio).

Para tratar do tema geral escolhido para a edição deste ano (“Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”), o Museu Câmara Cascudo decidiu explorar um assunto quase ausente das narrativas museológicas, mas extremamente presente em nossas vidas, especialmente no contexto atual da sociedade potiguar: a violência.


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css