Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

12/04/2017 16:10
  • SMS prepara estratégia para combater avanço de doenças diarreicas em Natal

Como forma de combater o avanço das doenças diarreicas no município, que já somam 5.250 casos somente nos três primeiros meses do ano, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) decidiu realizar o acompanhamento dos casos relatados e intensificar o monitoramento da qualidade da água nos bairros com maior quantidade de notificações. As ações foram delineadas durante reunião com representantes dos departamentos de Atenção Básica (DAB) e de Vigilância em Saúde (DVS) nesta terça-feira (11).

O chefe da Vigilância em Saúde Ambiental e do Trabalhador (Visamt), Marcílio Xavier, explicou que o monitoramento de doenças diarreicas agudas será feito por um grupo de trabalho e que, conforme a divisão das tarefas acertadas ontem, o DAB fará reuniões com as equipes das unidades de saúde situadas nos bairros com maior incidência de casos, enquanto o Vigiagua intensificará a fiscalização da água nestas áreas.

“Havendo irregularidades em relação à qualidade hídrica, e de forma reincidente, o Vigiagua informará a Vigilância Sanitária para que esta possa autuar o responsável pelo fornecimento da água. Já o DAB discutirá com as unidades a problemática existente, para que, juntos, possamos construir um plano de ação para minimizar os índices em toda a cidade”.

Ele explicou ainda que já foram computados 5.250 casos de doenças diarreias em 2017, sendo 2.140 registrados na zona Norte de Natal, o equivalente a 40,76% das notificações feitas. Deste total, 571 foram no bairro de Nossa Senhora da Apresentação e 317 em Pajuçara. A zona Oeste aparece em segundo lugar, com 1.110 casos, ou seja, 21,14% dos casos totais, sendo o Planalto o bairro com maior incidência, 239, seguido de Felipe Camarão, com 221.

“Durante este mesmo período, realizamos a distribuição de 30 mil frascos de hipoclorito de sódio a 2,5%, usados para higienizar a água usada e frutas, verduras e legumes consumidos in natura. Estas doenças diarreicas são provocadas pelo consumo de alimentos e ocorrem quando micróbios prejudiciais à saúde, parasitas ou substâncias tóxicas são transmitidas ao ser humano pela comida. Isto pode gerar uma série de sintomas, entre os mais frequentes estão a diarreia, vômito, cólica, náusea e febre”.
 


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css