Lei de Acesso
 

Faça sua busca pelo site


Notícias

natal.rn.gov.br » Notícias » Notícias

17/02/2017 12:44
  • Galo dos Perturbados promete incendiar o carnaval do centro histórico
Divulgação

O tradicional bloco “O Galo dos Perturbados” vai cantar alto no terreiro do Centro Histórico, na terça-feira gorda de carnaval (28). Pelo sétimo ano consecutivo, a agremiação percorrerá as principais vias da Cidade Alta, arrastando uma multidão calculada em três mil e quinhentos foliões. A concentração terá início às 16 horas, no Bar do Naldo, localizado na praça João Tibúrcio, na rua Padre Pinto. O rolé pelo Centro Histórico está marcado para 17h30.

Quarenta músicos comporão a banda formada graças ao edital Carnaval Multicultural 2017, da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) e Secretaria Municipal de Cultura (Secult). A novidade este ano é que os shows musicais ocorrerão nos jardins da Pinacoteca do Estado, e não mais na rua Padre Pinto.

De acordo com o idealizador do bloco, Naldo Alves, os shows na Pinacoteca começam às 20 horas, com Pedro Mendes e banda. Em seguida, sobe ao palco a banda Performance, que traz à frente a cantora Kelly Aguiar. “A gente espera mais de três mil foliões este ano. O acesso à Pinacoteca será somente com a camiseta do bloco, que custa R$ 20,00. No total são 700 camisetas. A procura está ótima. Esperamos zerar o estoque”, presume o carnavalesco. Aliás, a banda Performance também será responsável pela prévia d’O Galo dos Perturbados, no dia 25 próximo, no Bar do Naldo, onde tudo começou.

As atrações do bloco consistem na presença de cinco bonecos gigantes que homenagearão figuras históricas do centro da cidade, como o ex-Rei Momo Paulo Maux, o poeta Pedro Grilo, o músico Mainha, Gardênia e o comerciante Nazi, numa parceria com o bloco “Nazi vai à Ribeira”, além do galináceo gigante, o mascote d’O Galo dos Perturbados.

“Dois motivos nos levaram a optar por um espaço fechado para a festa. Um deles foi o custo financeiro que tornou inviável a festa ao ar livre. O outro foi a segurança dos foliões”, explica Naldo Alves. Ele garante que o folião disporá, na Pinacoteca, de uma tenda gigante para se abrigar, caso chova, banheiros químicos e um bar aberto para saciar a sede, afora os shows.


Compartilhar no Facebook   Compartilhar no Twitter   Enviar por E-mail   Gerar para Arquivo/Imprimir  
SEMPLA desenvolvimento. Seguimos as seguintes recomendações de projeto: w3c_aa w3c_xhtml w3c_css