Biblioteca Virtual do Natal
Registro Bibliográfico: 1122
Tipo de Material: Tese
Área Temática: Políticas Públicas
Título: A fábrica de professores e a padronização do conhecimento
Autor Principal: Margarete Ferreira do Vale de Sousa
Local de Publicação: Natal, RN
Ano de Publicação: 2006
Volume / Paginação: 166 f.
Instituição: UFRN
Assuntos Relacionados: Educação - Tese, Pesquisa autobiográfica - Tese, Ensino fundamental - Tese, Professores - Tese, Programa de Formação de Alfabetizadores - Tese
Notas Gerais: Orientador: Adir LuiZ Ferreira
Notas de Resumo: Esse trabalho trata do tema geral da construção da carreira docente, desde o período da formação inicial no curso de licenciatura em pedagogia, passando pelas primeiras experiências efetivas de desempenho profissional, até a reflexão sobre os resultados das propostas de formação continuada. A temática específica é a do cotidiano formativo na vida dos professores além dos estereótipos tradicionais sobre indivíduos e instituições, trazendo à discussão uma abordagem micro-sociológica sobre as incertezas profissionais e as esperanças pessoais, os descontentamentos docentes e as satisfações pedagógicas. A reflexão epistemológica sobre as diferentes experiências formativas, tomando como exemplo o Programa de Formação de Alfabetizadores (PROFA) desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação de Natal-RN, discute a tensão ambígua entre os conhecimentos que o professor adquire na sua formação e as práticas docentes concretas a partir dessas experiências. A metodologia do estudo baseou-se na pesquisa qualitativa compreensiva, amparada em observações, em relatos impressionistas e reflexivos, assim como em análises teóricas com referências contemporâneas ao pensamento da pedagogia crítica e da sociologia da educação. Utilizei o formato de uma narrativa autobiográfica reflexiva da pesquisadora-autora em seu próprio trajeto acadêmico e profissional. Propus a imagem da fábrica de professores, tanto pelos seus aspectos de conformismo aos padrões de continuidade quanto às contradições internas do sistema. Engrenagens, peças e manuais de instrução são os componentes educacionais dessa fábrica, como estruturas ideológicas, institucionais e técnicas, que visam limitar as críticas e as mudanças. Todavia, os professores pensam e atuam com criatividade própria para adaptar conhecimentos profissionais descontextualizados para as suas vivências pedagógicas. Com essas analogias proponho o problema desta pesquisa a formação de professores e suas práticas docentes e também examinar brevemente o lastro teórico-filosófico e metodológico que a ampara. A partir da análise e interpretação da própria vivência como formadora de professores, coloco a necessidade de se repensar a formação de professores de maneira a repercutir mais significativamente na sua atuação docente. Acredito que um componente importante do processo de formação do professor é o desejo pessoal de aprender mais sobre seu ofício, explicitamente ligado a convicções e valores humanos assim como a uma identidade profissional positiva. Assim, o professor capaz em refletir sobre a sua própria vida de educador, pode encontrar o melhor modo de ajudar os alunos a pensarem criticamente sobre a sua cultura e a sua história, eles próprios valorizando saídas criativas diante dos padrões conformistas da sociedade ligados à educação escolar
Download: Texto completo - BVN Clique aqui
Titulação: Doutorado em Educação
Banca: Orientador: Adir Luiz Ferreira
Banca: Francisco de Assis Pereira
Banca: Magna França
Banca: Maria Conceição Xavier de Almeida
Banca: Márcia Ângela da Silva Aguiar

SEMPLA - Secretaria Municipal de Planejamento
Rua Dr. Ewerton Dantas Cortez, 1432, Tirol. CEP: 59020-620
E-mail: sempla@natal.rn.gov.br - Telefone: (84) 3232-4906